A cultura de discipulado: relacionamentos

Por 9 de junho de 2020Devocionais

João 13.35
Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.

Reflexão


É preciso compreendermos que não basta um programa de discipulado, é necessário que o amor e o encorajamento mútuos sejam um valor, um objetivo e uma prática que caracterizem cada um de nós de maneira crescente em nossa igreja. Programas formais não são necessariamente ruins, mas nós queremos ter certeza de que não nos desviamos do ideal bíblico. E o ideal bíblico, quando se trata de discipulado, é nos tornarmos um lugar em que seja normal tomar a iniciativa de fazer o bem espiritual uns aos outros. Nós não precisamos nos inscrever em nada, nem obter permissão alguma para começarmos a amar nossos companheiros de membresia dessa maneira. Disto seguem algumas orientações sobre a construção de relacionamentos de discipulado.

1. O que eu devo fazer em um relacionamento de discipulado?

O aspecto mais significativo de qualquer relacionamento de discipulado, com frequência, não é exatamente o que vocês fazem ao se encontrarem, mas o fato de vocês edificarem um relacionamento que tenha a verdade bíblica em seu âmago. Desse modo, não há um “programa estabelecido” para relacionamentos de discipulado. Os membros podem fazer uma variedade de coisas, tais como:

a) Participar de Pequenos Grupos ou Grupos Familiares e discutir aplicações específicas para a vida uns dos outros.

b) Reunir-se semanalmente para discutir o sermão de domingo, um livro cristão ou um livro da Bíblia.

c) Convidar membros solteiros para se ajuntarem às devoções familiares.

d) Acompanhar idosos em seus afazeres ou em suas necessidades.

e) Auxiliar familiares e buscar aconselhar e ser aconselhado.

f) Organizar “dias de jogos” para as crianças e conversar sobre o sermão dominical da noite.

Os exemplos abundam e os locais de encontro são flexíveis. O que é importante, de novo, é que você busque uma ocasião na qual tenha tempo para se relacionar com outro membro com o alvo intencional de encorajar e ser encorajado pela verdade da Palavra de Deus.

Então, seja criativo! Mas seja intencional com respeito a amar uns aos outros do melhor modo, o mais elevado e mais bíblico – almejando fazer o bem espiritual a outra pessoa.

2. Como eu posso entrar em um relacionamento de discipulado?

Há pelo menos três maneiras de estabelecer um relacionamento de discipulado:

Primeiro, tome a iniciativa pessoal de tentar construir um relacionamento de discipulado com qualquer outro membro (do mesmo gênero seu, por favor). Não é preciso nenhuma permissão da liderança! Em vez disso, chegue cedo à igreja. Fique até tarde. Participe das refeições após os cultos nas noites de domingo. E comece a conhecer outras pessoas. Com o tempo, esperamos que você começará a construir o tipo de relacionamento no qual essas coisas acontecem naturalmente.

Segundo, peça ao seu líder de Pequeno Grupo sugestões e auxílio, se você participar de um pequeno grupo. Eles podem não estar livres para se encontrar com você regularmente, mas poderão ajudá-lo a se conectar com outro membro que possa fazê-lo, e então construir um relacionamento sadio e sólido de discipulado mútuo.

Terceiro, se nenhum desses caminhos resultarem num relacionamento de discipulado regular, sinta-se livre para contatar um dos líderes da igreja para obter ajuda. Sempre há um número de membros que, por causa da agenda, da geografia ou de outras razões, têm dificuldade em se conectarem individualmente a outros membros. Nesses casos, a liderança da igreja tem o prazer de ajudar. Apenas ligue para o secretaria e agende com um dos pastores ou diáconos.

Nós o encorajamos, de fato, a começar por sua própria iniciativa. Isso pode levá-lo a alongar, ou até mesmo desenvolver, os músculos da disciplina e do evangelismo que irão servir a você mesmo e a outros por anos a fio. Você pode descobrir que fazer isso é uma das experiências mais satisfatórias em sua vida como cristão.

Decisão


Comece agora mesmo, tome a iniciativa e seja encorajado a construir relacionamentos discipuladores. Tenha o prazer de descobrir uma das experiências mais satisfatórias em sua vida como cristão, fazer o bem espiritual a outra pessoa, amar o próximo, cumprir sua missão: fazer discípulos!

Oração


Senhor de todo poder e glória, autor e doador de todo o bem, enxerta amor pelo Teu nome em nossos corações, aumenta em nós a verdadeira espiritualidade, nutre-nos com toda a bondade e produz em nós os frutos das boas obras. Por Jesus Cristo oramos, amém!

* Organizado a partir do artigo “Discipulado: o que é, o que fazer e como começar”, por Bobby Jamieson, disponível em: <https://ministeriofiel.com.br/artigos/discipulado-o-que-e-o-que-fazer-e-como-comecar>.

Deixe um Comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com