Skip to main content

A Mordomia e o Tempo

Por 14 de dezembro de 2020Devocionais

Efésios 5:15-16
“Vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim, como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus”

Reflexão


As pessoas vivem suas rotinas sem dar a devida importância à mordomia do tempo. Cada dia é só mais um dia, e os homens vão vivendo assim, sem perceberem os dias, as semanas, os meses e os anos. E então logo se vai uma vida inteira que passa quase que despercebida.

Algumas pessoas perguntam: Por que remir o tempo? Por que ser um bom mordomo do tempo? A resposta pode ser: Porque nunca mais haverá um dia como hoje! O livro de Jó fala sobre a brevidade da vida terrena dizendo que nossos dias na terra não passam de uma sombra (Jó 8:9; cf. Jó 14:1,2).

Nesse mesmo sentido, o salmista Davi diz algo que reflete muito bem a importância de remir o tempo: “Dá-me a conhecer, SENHOR, o meu fim e qual a soma dos meus dias; para que eu reconheça a minha fragilidade. Deste aos meus dias o comprimento de alguns palmos; diante de Ti, o prazo da minha vida é nada” (Salmo 34:4,5).

Diante dessa verdade, o correto é que cada pessoa repita a sábia oração de Moisés: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Salmo 90:12).

Dedique seu tempo à Deus

Sem dúvida a melhor aplicação do nosso tempo é aquela que prioriza o Reino de Deus. O próprio Senhor Jesus diz que devemos buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça; e todas as demais coisas essenciais à nossa sobrevivência serão acrescentadas (Mateus 6:33). Priorizar as coisas de Deus com nosso tempo não significa menosprezar as diversas áreas de nossas vidas terrenas. Há pessoas que dizem só ter tempo para a obra de Deus e desprezam suas famílias, seus trabalhos, seus estudos e outras responsabilidades. Na verdade essas pessoas falham em perceber que dedicar o devido tempo e a atenção necessária a essas outras coisas também é fazer a vontade de Deus.

A questão é que sempre que falamos sobre a mordomia do tempo, precisamos ter em mente que o grande propósito de nossas vidas é glorificar a Deus. Quando entendemos isso, então percebemos que Deus nos chamou a glorificá-lo através do cuidado que temos com a nossa família; com o exercício prudente e exemplar de nosso trabalho; através dos nossos estudos; por meio dos nossos relacionamentos etc.

Em outras palavras, isso quer dizer que em tudo que aplicarmos o nosso tempo devemos objetivar a glória de Deus. Então que andemos remindo o tempo para a glória de Deus! Que sejamos bons mordomos do tempo para a glória de Deus! Que possamos dizer como o salmista: “Bendirei o Senhor o tempo todo!” (Salmos 34:1).

Seja organizado para ser um bom mordomo do tempo

As pessoas sempre estão dizendo que estão sem tempo; que o dia deveria ter mais do que 24 horas etc. Essas declarações não deixam de revelar alguma falha na mordomia do tempo. Uma pessoa que anda remindo o seu tempo é uma pessoa que não desperdiça as oportunidades com a falta de organização. A primeira coisa a ser considerada quando o assunto é a organização do tempo, é que existe um tempo certo para cada coisa. O sábio escritor bíblico fala sobre isso em sua maravilhosa reflexão sobre o tempo (Eclesiastes 3:1-8). Só é capaz de remir o tempo aquele que entende esse princípio. Por exemplo: um bom mordomo do tempo jamais desejará colher enquanto é tempo de plantar.

Viva remindo o tempo reconhecendo a soberania de Deus

Se por um lado devemos praticar a mordomia do tempo de forma organizada e planejada, por outro jamais devemos esquecer que Deus é soberano sobre todas as coisas – inclusive sobre o nosso tempo, nossos planos, projetos, desejos etc. Somos mordomos e não donos do tempo. O tempo pertence a Deus e Ele nos concede o tempo de acordo com a sua livre e soberana vontade.

O apóstolo Paulo era um homem muito organizado e fazia muitos planos para remir o seu tempo da melhor forma. Contudo, ele sempre submetia seu planejamento à vontade do Senhor (1 Coríntios 16:7).

Tiago alerta sobre o erro daqueles que querer planejar, remir o tempo e aproveitar as oportunidades, mas ignoram a soberania divina. Ele escreve: “Atentei, pois, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e ganharemos. Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo” (Tiago 4:13-15).

Então que a boa mordomia do tempo também seja para nós um exercício de reconhecimento da providência de Deus. Não há um único segundo sequer que esteja à parte do controle divina. Viva remindo o tempo para a glória de Deus!

Decisão


O sábio Salomão em sua velhice, disse que “para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu”. A pergunta é, com o que temos gastado o nosso tempo? Ou melhor, como temos aproveitado o nosso tempo? Em conversas fúteis e inúteis? Leituras sem proveito? Vídeos que não edificam? Piadas sem graças? Como bem disse o texto, nós somos mordomos do tempo que Deus tem nos concedido, mas o dono do tempo, é o próprio Senhor.

De que forma temos usado o nosso tempo, para glorificar o nome de Deus? Qual tem sido a nossa relação com o tempo? Ele tem sido o nosso amigo ou estamos querendo dias com 25 horas? Comente situações onde você tem gastado mal o seu tempo e como você pode remir o seu tempo para a glória de Deus?

Oração


Senhor Deus, gracioso. Tu que és o Senhor do tempo, ensina-nos a contar os nossos dias. Ajude-nos a observar nossas prioridades e aproveitar melhor esse recurso que o Senhor nos proporcionou. Que saibamos produzir e também saibamos descansar! Perdoe os nossos pecados, sejam os atrasos, seja o muito trabalhar, seja a procrastinação, mas nos conduz no caminho de sabedoria, observando os dias e temendo a ti, que é o Senhor do Tempo. Em nome de Jesus, amém!

Deixe um Comentário